Página 7 de 7

MensagemEnviado: Sexta Maio 30, 2008 10:50 pm
por jap
kanixe Escreveu:eu penso assim: pelo facto de um referencial se mover com velocidade em relação ao outro, uma vez que a velocidade da luz tem que ser a mesma para todos os referenciais, o tempo no referencial em movimento tem que sofrer alteração em relação ao tempo do referencial parado porque as distancias sofrem alterações, certo?

Quando se mede um intervalo de tempo no referencial em movimento, este tempo significará portanto outro intervalo de tempo no referencial em repouso (1/raiz de 1- v2/c2)*(t em movimento).

foi isto que apanhei até agora, ta certo?


Sim, a invariância da velocidade da luz implica, necessariamente, o fim do espaço e tempo absolutos! :wink:

Para perceberes bem como se chega à dilatação do tempo e à contracção do espaço, e todas as outras "subtilezas" da teoria da relatividade restrita, é importante estar familiarizado com a noção de acontecimento, sincronização de relógios, etc. Parece-me que o Tiagp é "especialista", deixo para ele explicar alguma dúvida que tenhas relativamente a esses assuntos... :P

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 9:24 am
por kanixe
jap Escreveu:
kanixe Escreveu:eu penso assim: pelo facto de um referencial se mover com velocidade em relação ao outro, uma vez que a velocidade da luz tem que ser a mesma para todos os referenciais, o tempo no referencial em movimento tem que sofrer alteração em relação ao tempo do referencial parado porque as distancias sofrem alterações, certo?

Quando se mede um intervalo de tempo no referencial em movimento, este tempo significará portanto outro intervalo de tempo no referencial em repouso (1/raiz de 1- v2/c2)*(t em movimento).

foi isto que apanhei até agora, ta certo?


Sim, a invariância da velocidade da luz implica, necessariamente, o fim do espaço e tempo absolutos! :wink:

Para perceberes bem como se chega à dilatação do tempo e à contracção do espaço, e todas as outras "subtilezas" da teoria da relatividade restrita, é importante estar familiarizado com a noção de acontecimento, sincronização de relógios, etc. Parece-me que o Tiagp é "especialista", deixo para ele explicar alguma dúvida que tenhas relativamente a esses assuntos... :P


pois deve ser por isso que fico mais baralhado quando me falam em acontecimento e sincronização de relógios :twisted: já agora, qual o melhor livro sobre o assunto?

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 10:06 am
por Bruno Oliveira
Tenho acompanhado esta thread, e já aprofundaram um pouco mais o assunto para além dos dois exemplos que eu dei, mas o livro onde os vi foi: "A Física em Banda Desenhada" de Larry Gonick e Art Huffman, livro publicado pela gradiva e os exemplos estão no capítulo sobre a relatividade :wink: , mas o livro aborda vários temas da física de uma forma clara e cartoonesca, tais como o movimento, os projécteis, as leis de Newton...isto na parte I referente á mecânica.
Na parte II referente ao magnetismo e electricidade, aborada então a relatividade e campos magnéticos, indutores...e ainda fala da Electrodinâmica Quântica :shock: .

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 10:17 am
por Jtiago
O livro em que me baseei foi o manual de Física de 12º ano :P
Este ramo da Física é simplesmente interessante e curioso, dá vontade de pesquisar sobre o assunto :) principalmente pelo desafio ao senso comum.

Também estava a pensar em sugerir "A Física em Banda Desenhada". Só não aborda estas últimas questões da dilatação do tempo, mas é um livro engraçado e bastante útil. Outro livro de interesse é "Albert Einstein e o seu Universo Insuflável" de Mike Goldsmith, publicações Europa-América. É uma biografia fácil de ler e expõe noções-base das teorias da relatividade restrita e geral e da teoria dos fotões, entre outras.

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 11:16 am
por kanixe
Jtiago Escreveu:O livro em que me baseei foi o manual de Física de 12º ano :P
Este ramo da Física é simplesmente interessante e curioso, dá vontade de pesquisar sobre o assunto :) principalmente pelo desafio ao senso comum.

Também estava a pensar em sugerir "A Física em Banda Desenhada". Só não aborda estas últimas questões da dilatação do tempo, mas é um livro engraçado e bastante útil. Outro livro de interesse é "Albert Einstein e o seu Universo Insuflável" de Mike Goldsmith, publicações Europa-América. É uma biografia fácil de ler e expõe noções-base das teorias da relatividade restrita e geral e da teoria dos fotões, entre outras.


O próprio artigo ou seja lá o que for que einstein escreveu restrita n é bom? :roll:

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 12:24 pm
por kanixe
O que é um acontecimento? :o

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 2:44 pm
por Jtiago
Não cheguei a ler o próprio artigo traduzido, mas também deve ser elucidativo.

Dei o exemplo da passagem de um comboio por uma estação... um acontecimento também pode ser a chegada de um projéctil ao solo, outro diferente seria a sua partida, o decaimento radioactivo de um núcleo... No fundo, um evento, uma ocorrência.
Precisas de saber quais são os acontecimentos em questão para estudar o intervalo de tempo entre eles (que terá diferentes valores em diferentes referenciais).

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 5:42 pm
por kanixe
Jtiago Escreveu:Não cheguei a ler o próprio artigo traduzido, mas também deve ser elucidativo.

Dei o exemplo da passagem de um comboio por uma estação... um acontecimento também pode ser a chegada de um projéctil ao solo, outro diferente seria a sua partida, o decaimento radioactivo de um núcleo... No fundo, um evento, uma ocorrência.
Precisas de saber quais são os acontecimentos em questão para estudar o intervalo de tempo entre eles (que terá diferentes valores em diferentes referenciais).


tempo proprio é o tempo que passa entre dois acontecimentos k ocorrem no mesmo lugar certo? E é o menor intervalo de tempo medido entre os varios referenciais para se aconetcimento certo? todos os restantes intervalos são maiores dependendo da velocidade relativa do referencial ne?

MensagemEnviado: Sábado Maio 31, 2008 6:44 pm
por jap
kanixe Escreveu:
Jtiago Escreveu:Não cheguei a ler o próprio artigo traduzido, mas também deve ser elucidativo.

Dei o exemplo da passagem de um comboio por uma estação... um acontecimento também pode ser a chegada de um projéctil ao solo, outro diferente seria a sua partida, o decaimento radioactivo de um núcleo... No fundo, um evento, uma ocorrência.
Precisas de saber quais são os acontecimentos em questão para estudar o intervalo de tempo entre eles (que terá diferentes valores em diferentes referenciais).


tempo proprio é o tempo que passa entre dois acontecimentos k ocorrem no mesmo lugar certo? E é o menor intervalo de tempo medido entre os varios referenciais para se aconetcimento certo? todos os restantes intervalos são maiores dependendo da velocidade relativa do referencial ne?


Sim, e já agora o artigo de Einstein em que ele discute estes assuntos é muito bom, e está traduzido em português, mas contém muitas referências às equações de Maxwell (electromagnetismo) que vocês não dominam - como vos disse, foi a incoerência das equações do electromagnetismo com a teoria da relatividade de Galileu (mecânica clássica) que motivou Einstein a formular a sua teoria da relatividade ... essa sim, compatível com as equações do electromagnetismo. :wink: