Página 1 de 1

Antimatéria

MensagemEnviado: Segunda Out 25, 2010 10:27 pm
por paula_de_fatima
Olááá :D

A antimatéria foi abordada numa primeira fase no final do século XIX por Sir Arthur Schuster e já no final dos anos 20 por Paul Dirac através da Equação de Dirac. Este, através da equação por ele criada, conseguiu descrever o movimento dos electrões no seio de campos eléctricos e magnéticos, apresentado esta duas soluções possíveis:
- 1º Solução: descrição do electrão;
- 2º Solução: descrição de uma partícula com carga eléctrica positiva, simétrica da do electrão (positrão).
Esta equação previu, assim, uma nova partícula e a uma posterior combinação da mecânica quântica com o princípio da relatividade levou ao conceito de antimatéria.

Penso que este é um conceito que os nossos avanços tecnológicos e científicos não esclarecerão tão rapidamente. Eu tenho algumas dúvidas sobre o mesmo, pois partindo do princípio que a matéria e a antimatéria quando se encontram aniquilam-se e geram apenas energia, após o Big Bang a formação de corpos mais complexos não deveria ter ocorrido (a não ser que um fracção de matéria tenha escapado a esse extermínio prematuro).
Além disso se a antimatéria realmente existe :roll: , ela está concentrada em vastas áreas ou está dispersa?

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Terça Out 26, 2010 4:34 pm
por Bernardo
Pelo o que eu já li a antimatéria não está aglomerada, porque se assim o estivesse poderia atrair graviticamente matéria, e os raios gama formados seriam detectáveis. Actualmente acho que esta observação nunca foi feita, por isso acho que se assume que não existem tais aglomerados, portanto a antimatéria ocorre dispersa. Como? Uma maneira que eu sei é o decaimento beta. Há dois tipos de decaimento beta. Num deles um neutrão emite um electrão e um antineutrino de um electrão e transforma-se num protão. No outro um protão emite um positrão e um neutrino de electrão e transforma-se num neutrão. Isto é relevante porque o positrão é antimatéria. Também dá para formar antimatéria nos colidores de partículas.
A violação da simetria CP(carga e paridade) explica a tua primeira dúvida, e, pelo o que li, já foi observada directamente. Se quiseres ler sobre o assunto:
http://en.wikipedia.org/wiki/CP_violation
http://en.wikipedia.org/wiki/Baryon_asymmetry

Já agora deixo uma dúvida: É possível que perto do horizonte de eventos de um buraco negro existam colisões de partículas tão energéticas ou até mais energéticas que num colidor de partículas terrestre?

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Sexta Out 29, 2010 2:06 pm
por jap
Bernardo Escreveu:
Já agora deixo uma dúvida: É possível que perto do horizonte de eventos de um buraco negro existam colisões de partículas tão energéticas ou até mais energéticas que num colidor de partículas terrestre?


Parece-me bem que sim...
:wink:

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Sexta Out 29, 2010 10:04 pm
por Simbelmyne
paula_de_fatima Escreveu:partindo do princípio que a matéria e a antimatéria quando se encontram aniquilam-se e geram apenas energia, após o Big Bang a formação de corpos mais complexos não deveria ter ocorrido (a não ser que um fracção de matéria tenha escapado a esse extermínio prematuro).


ia responder e encontrei isto http://imagine.gsfc.nasa.gov/docs/ask_a ... 0305a.html

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Segunda Nov 01, 2010 11:57 pm
por paula_de_fatima
Óptimo link :hands:
Contudo tenho algumas dúvidas:
"Some anti-matter events are seen": que eventos são estes?
"One theory states that anti-matter decays slightly faster than matter. Before the matter and anti-matter had a chance to recombine, some of the anti-matter decayed. So when they recombined, there was some matter left over which formed our universe.": este destruição gradual da antimatéria associada ao facto de ter ocorrido uma fusão da mesma com a matéria não deveria ter aniquilado toda a antimatéria e os tais eventos não deveriam ser explicados por outros fenómenos?
A energia que se formou da fusão de antimatéria com matéria de que formou influenciou a moldagem do Universo?

Outro link onde se introduz o conceito de neutrino na simetria antimatéria-matéria:
http://www.comciencia.br/comciencia/?se ... oticia=660

Já agora:
"É possível que perto do horizonte de eventos de um buraco negro existam colisões de partículas tão energéticas ou até mais energéticas que num colidor de partículas terrestre?"
Penso que seja possível mas a energia resultante de tais colisões seria "engolida" pelo buraco negro e acabaria por ser invisível. Contudo, os supostos buracos negros são detectados através de raios X que emitem (mas o conceito de buraco negro não está assente no pressuposto que nada lhe escapa?), logo tais radiações podem resultar de fenómenos semelhantes.

Obrigado :D

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Terça Nov 02, 2010 12:38 am
por Bruno Oliveira
A baixas energias, pode-se dar a criação de fotões...

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Terça Nov 02, 2010 11:10 pm
por Simbelmyne
paula_de_fatima Escreveu:"Some anti-matter events are seen": que eventos são estes?


aqui um http://www.esa.int/esaCP/SEMKTX2MDAF_index_0.html

"One theory states that anti-matter decays slightly faster than matter. Before the matter and anti-matter had a chance to recombine, some of the anti-matter decayed. So when they recombined, there was some matter left over which formed our universe.": este destruição gradual da antimatéria associada ao facto de ter ocorrido uma fusão da mesma com a matéria não deveria ter aniquilado toda a antimatéria e os tais eventos não deveriam ser explicados por outros fenómenos?


não. o que estão a dizer é que houve um ligeiro desequilíbrio no início, e existia mais matéria (uma fracção minúscula mas mais) que antimatéria, que bastou para haver uma predominância quase completa de matéria depois de 13 mil milhões de anos (não sei de cor em que ano estamos)

A energia que se formou da fusão de antimatéria com matéria de que formou influenciou a moldagem do Universo?


claro. como tudo. mas não te esqueças que não são só as partículas que se transformam em energia, o processo ao contrário também acontece.

os supostos buracos negros são detectados através de raios X que emitem (mas o conceito de buraco negro não está assente no pressuposto que nada lhe escapa?), logo tais radiações podem resultar de fenómenos semelhantes.


os buracos negros não emitem raios-x. esses raios-x são emitidos pelos corpos a orbitar o buraco negro à medida que se vão aproximando e contraindo. os buracos negros teoricamente emitem a chamada radiação de Hawking, que nunca foi detectada.

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Quarta Nov 03, 2010 12:32 am
por paula_de_fatima
"os buracos negros não emitem raios-x. esses raios-x são emitidos pelos corpos a orbitar o buraco negro à medida que se vão aproximando e contraindo."
Ou seja, os raios X resultam da presença de um disco de acreção, cuja formação resultou do facto do buraco negro capturar matéria. Nesse disco, a matéria perde o excesso de momento angular através um processo de fricção, elevando a temperatura da mesma, certo?

Após o estudo da deflexão da órbita da estrela visível do sistema duplo, do cálculo da massa do objecto invisível e da comparação do resultado obtido com limite mínimo de massa que um buraco negro deve possuir, não podemos identificar um buraco negro?

O efeito Doppler não está relacionado com esta identificação ?

Obrigado pela ajuda :D

Re: Antimatéria

MensagemEnviado: Segunda Dez 13, 2010 11:18 pm
por paula_de_fatima
Olááá!!!

Relativamente à antimatéria saiu esta notícia à menos de um mês mas só tive oportunidade de publicar agora:
http://www.cienciahoje.pt/index.php?oid=46106&op=all

Estamos cada vez mais perto de descobrir o que este Universo nos esconde :D

E só mais uma coisa:
- Como é que a matéria e a antimatéria podem existir em simultâneo no núcleo dos átomos?

Obrigado quarkianos :hands: