Página 1 de 2

Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 7:47 am
por jap
Queres ser um caçador de Elfos ? :shock:

Constrói a tua "arma" e junta-te ao clube. :wink:

PS: Aqui está o som de um elfo. Conseguem ouvi-lo? :confident:

Gravação do som de um elfo

PS: Este arrisca-se a ser o tópico mais exótico desta thread! :lol:
More later. Até lá, procurem descobrir do que é que isto se trata! :mock: Quem descobre? :mrgreen:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 2:19 pm
por Bruno Oliveira
Uh... talvez a construção de algum receptor de ondas sonoras, na frequência das ondas emitidas pelos elfos, para os tentar "caçar"? :mock:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 2:42 pm
por jap
Bruno Oliveira Escreveu:Uh... talvez a construção de algum receptor de ondas sonoras, na frequência das ondas emitidas pelos elfos, para os tentar "caçar"? :mock:


Sim, alguém tem ideia de como contruir tal receptor para caça d' elfos? (não para caça de délficos!) :lol: Alguém já percebeu do que é que eu estou a falar? :roll:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 4:12 pm
por Bruno Oliveira
Não tenho nenhuma ideia :roll: .

Mas vou fazer umas pesquisas e pode ser que apareça alguma coisa :lol:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 4:14 pm
por RicardoCampos
Caça d'elfos ;)

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 6:20 pm
por hexphreak
Considerando o acrónimo do título (ELF, e não é o formato executável do Unix), será um receptor de extremamente baixas frequências? :roll:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 9:19 pm
por jap
Isso mesmo! :hands:

Vou mostrar-vos como é fácil construir um detector de' ELFos, ou seja, radiação electromagnética de muito baixa frequência. Mas vou deixar aqui ao Henrique, o nosso futuro engenheiro electrotécnico de comunicações 8), a tarefa de pesquisar e explicar aqui à comunidade a importância e a utilidade destes ELFos, em particular nas comunicações a longa distância. Pode ser, Henrique? :wink: Há histórias interessantes relacionadas com este tema, com as quais eu depois completarei a tua narrativa (se não as descobrires também, entretanto).

Obrigado! :D

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 9:52 pm
por hexphreak
Claro :) Vai é ter de esperar até amanhã, para ter tempo para remexer alguns livros, mas espero poder então revelar os segredos dos ELFos aos quarkianos :wink:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Terça Set 23, 2008 9:56 pm
por jap
OK, Henrique, obrigado! :friends:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Quarta Set 24, 2008 10:35 pm
por hexphreak
Isto veio mais tarde (e incompleto) do que eu previa, porque não me deixaram vir para casa cedo :inocent:

Primeiro, o que é a banda ELF - Extremely Low Frequency? É a banda de frequências rádio que vai dos 3 aos 30 Hz, mas que nalgumas designações incluí também a banda SLF (Super Low Frequency), expandindo portanto o limite superior aos 300 Hz. Vou aqui considerar, apenas por uma questão de aplicação mais vasta, a segunda designação, que se pode mais facilmente definir como sendo a das frequências inferiores à da voz humana :)

Estas frequências podem ocorrer tanto naturalmente (as chamadas ressonâncias de Schumann, relacionadas com os relâmpagos) como em dispositivos humanos. Vejamos o problema de utilizar ELF para comunicação. Como sabemos - basta pensar no comprimento de onda e no modo de funcionamento de uma antena -, o comprimento de uma antena* que transmita um sinal a uma dada frequência razoavelmente bem deve ser inversamente proporcional à frequência. Ora, para SLF (já não falando em ELF), este comprimento é gigantesco, da ordem dos milhares de quilómetros! :?

É portanto absolutamente impraticável utilizar um método tão directo. Mas nesse caso, recorremos à maior antena possível... a Terra! Utilizando dois eléctrodos extremamente longos enterrados no chão, formando um dipolo, podemos gerar um ciclo condutor que radia ondas electromagnéticas em ELF :D

Mas uma pergunta legítima impõe-se: porquê utilizar ELF? Bem, há vários motivos, que dependem também da aplicação. O primeiro é que, obviamente, sinais transmitidos num comprimento de onda desta ordem sofrem muito pouca atenuação, dando facilmente a volta ao globo sem retransmissões. Outro ainda, fulcral para as marinhas norte-americana e soviética até há pouco tempo, é a capacidade que as ondas ELF têm de penetrar muito mais em água salgada do que quaisquer outras frequências, possibilitando por isso a comunicação (ainda que só de uma via) com submarinos. Por outro lado, há também vários inconvenientes, como a alta resistência do dipolo, que requer elevada potência eléctrica para funcionar, e a baixa bitrate do canal.

Como construir um receptor de ELF... essa é a parte que deixo ao Prof. :wink:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Quarta Set 24, 2008 11:13 pm
por jap
Obigadão, Henrique. :friends:

Está óptimo! :hands:

Vou então dar aqui mais algumas dicas (amanhã colocarei mais).

Em primeiro lugar, saibam que é muito difícil produzir estas ondas electromagnéticas de comprimento de onda extra-extra-longo; a razão principal é que a eficiência de radiação numa antena diminui drasticamente com a frequência da oscilação, pelo que na zona dos "ELFos" são precisos muitos, mas mesmo muitos kilowatts de energia para termos meia dúzia de watts de potência irradiada para o espaço! As antenas que emitem ELFs são enormes, monstruosas mesmo, e nelas circulam correntes incríveis de muitas centenas de amperes!

Mas durante muito tempo não havia outra forma de efectuar comunicações transatlânticas (europa-EUA). As ondas ELF uma vez produzidas propagam-se por toda a terra, com muito pouca atenuação, e até na água dos oceanos! Assim, já na década de 20 havia algumas destas antenas, alimentadas por verdadeiros monstros (geradores de alternador).

Mas antes de continuar, fixem isto: As ELFS são difíceis de produzir (os processos de produção são muito ineficientes), mas... são muito fáceis de detectar! :mock:

Um outro aspecto, é que há na terra (e até no espaço) fontes que geram ELFs - por exemplo as descargas eléctricas na terra geram ELFS que excitam as famosas ressonâncias de shumann - mas deixo este tema para outra altura.

Voltando aos geradores e às antenas gigantes para comunicações transatlânticas. Vou dar-vos o exemplo de um sítio histórico, aliás declarado património mundial pela UNESCO. O emissor sueco de Grimeton, que aliás emitia (e emite, de vez em quando) em VLF não em ELF, mais concretamente na frequência de 17.2 kHz (ELF ainda é mais para baixo em frequência).

http://en.wikipedia.org/wiki/VLF_transmitter_Grimeton

O que é giro é que uma vez por ano este emissor é posto a funcionar durante um dia para gáudio da comunidade dos caçadores de ELFos - sim esta comunidade existe mesmo! :shock:

Por razões que já explicarei, as emissões em VLF e em ELF eram usualmente feitas em código morse. Estas estações iniciavam tipicamente a sua emissão com o famoso sinal SAQ (que em morse é ... .- --.- ). :D

Com os seus receptores caseiros (vou ensinar-vos a fazer um) pessoal de todo o mundo escuta a emissão ansiosamente no dia 29 de Junho, à cata de descodificar a mensagem e pedir, de seguida, o seu cartão QSL à estação.

Vejam aqui a lista dos caçadores d'ELFos que requisitaram um QSL card à estação em Junho deste ano. Há gente de todo o mundo ... mas não há lá um portuga! :?

Lista de caçadores d'ELFos

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Quinta Set 25, 2008 6:49 pm
por Elizabete
:shock:

Comunidade dos caçadores de ELFos? :shock:
As coisas que eu aprendo neste fórum :XD

Quero aprender a fazer um receptor caseiro :D
E já agora, boas explicações!

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Quinta Set 25, 2008 6:55 pm
por jap
Mais logo já coloco aqui as instruções para a construção do receptor.

E depois o Ricardo já pode colocar um post provocatório no fórum do Delfos com o título:

"Comunidade quarkiana abre a temporada de caça d'ELFos".

remetendo para este tópico. O que acham? :lol:

:mock:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Quinta Set 25, 2008 7:05 pm
por Bruno Oliveira
Parece-me uma excelente ideia :lol:

Re: Caçando ELFos

MensagemEnviado: Quinta Set 25, 2008 8:22 pm
por hexphreak
Inflamar o Delfos? Claro :twisted:

Venho acrescentar mais algumas informações interessantes sobre VLF (Very Low Frequency, 3-30 kHz). Para além da comunicação com submarinos - mais perto da superfície, algumas dezenas de metros de profundidade -, as ondas VLF são também utilizadas para radionavegação e transmissão de sinais de tempo (esta última largamente substituída hoje em dia pelo NTP, Network Time Protocol). Nos EUA, entrou em 1963 em funcionamento a WWVL, transmitindo um sinal de tempo a 500 W, alternando entre as frequências 20 e 26 kHz para modular a onda. Esta antena, cujo serviço VLF foi desactivado em 1972, foi recentemente reactivada, sob a designação WWVB, para transmitir o sinal de tempo no NIST :)

Como o Prof. já mencionou, as comunicações VLF usam habitualmente codificações alfanuméricas, como o código Morse, e não áudio, uma vez que a largura de banda é muito baixa. O tipo de modulação mais usado para a transmissão de sinais em VLF é o Frequency-Shift Keying (FSK), em particular o Minimum-Shift Keying (MSK). São modulações em frequência discretas, i.e. utilizam offsets discretos da frequência da onda carrier.

Por fim, quanto à recepção de sinais VLF... podem utilizar a placa de som do vosso computador! :D